domingo, 7 de dezembro de 2008

O verdadeiro poder da mão!

click na imagem para ampliar
Foto e montagens: Ramon M Padilha - dez/2008

A imagem acima é uma foto que tirei em uma praça de Campo Grande. Fui até lá, junto com um amigo - o Mário Sérgio, para colher os frutos do baru. O Baru é uma árvore de porte grande e seus frutos caem ao chão nesta época. Ao balançar o fruto, se estiver bem seco, ouvimos o som de uma castanha dentro. É alimento principalmente do caititu - uma espécie de porco do mato. O caititu pensa que é dono da árvore e a árvore pensa que é dona do caititu, pois ele espalha as bagas após roer a polpa. E o homem... pensa que é dono da árvore e do caititu ! risos.

Montei a imagem acima com o objetivo de despertar para o que penso ser a missão do homem: cuidar, preservar, recompor, transformar cenários naturais caóticos (desequilibrados pela própria mão do homem) em cenários belos, equilibrados - onde a natureza possa se manifestar com toda a sua exuberância.

A mão verdadeira é aquela utilizada na prática do bem. A mão é para afagar, plantar, conservar, oferecer algo bom e virtuoso, semear boas sementes em solos férteis e bem preparados. O que importa são as boas realizações, os bons plantios que geram boas colheitas!

O que ando fazendo com a minha mão? É uma pergunta que faço pra mim mesmo, para o meu próprio exame.

Está sujeito alguns usarem sua mão, para decretar prejuízos aos outros, não só materiais, mas emocionais também! Para destruir amizades, para excluir as pessoas e alguns em nome do bem!!! risos.

Alguns metem a mão no erário público pois se sentem donos, patrões, "coronéis"... e com sua mão alteram orçamentos, assinam em baixo e carimbam com a força do seu anel!

Alguns usam a sua mão para retirar do caminho aqueles que incomodam...

Alguns usam a sua mão para matar pessoas, animais, plantas...

Alguns usam a sua mão para indicar quem deve ser sacrificado...

Alguns usam a sua mão para selar acordos feitos às escondidas!

A mão da ilustração é uma mão voltada para a preservação, para o cuidado com todo amor e carinho de plantinhas, que após semeadas, um dia já se tornaram árvores e que ainda continua ativa no processo de plantar mais árvores, para trazer sombra e frutos aos viventes, seja a fauna, a flora, o adensamento das matas que trazem tanto benefício às bacias hidrográficas dos diversos biomas - Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Floresta Amazônica, Pampas, Pantanal - ou até mesmo para refrescar com sua copa frondosa um belo quintal!

Nossas mãos foram feitas para a prática do bem. São cinco dedos!

Conservar as criações de Deus

Inspirar e instruir - através do exemplo, a prática do BEM

Nominar benefícios a todos os nossos irmãos

Captar amizades através do sincero aperto de mão

Orientar as gerações novas para um futuro melhor - alfabetização ecológica, exemplo de boa vivência e convivência!

A tua mão, a minha mão, as nossas mãos, cada uma delas - foram criadas para fazer o bem! Bom proveito!

Ramon M Padilha
Instituto Samaúma Ecologia e Desenvolvimento

2 comentários:

Célia disse...

A idéia é esta Xairun.
O poder que temos nas mãos.E você meu amigo, não é ficção suas Mãos ja semearam milhões de sementes que hoje são Arvores.
Mãos abençoadas.
Linda Profissão.
Uma benção.
Parabéns.

Mônica disse...

Ramon, gostei do artigo e da foto, muito criativa. Não podemos esquecer que as suas mãos também cumprem um papel fundamental na transmissão da luz verdadeira!

abraços.
Mônica